As raças dos vampiros

As quatro raças principais dos vampiros
Vampiros têm raças diferentes, cada qual com suas próprias características.
Categorizando, as quatro áreas principais onde um vampiro pode ser encaixado são os Nascidos, os Criados, os Mestiços e os Incorpóreos. Termos relativamente simples, eles permitem um entendimento universal e não devem ser considerados como os "verdadeiros nomes" dos vampiros.
Existem certas habilidades psíquicas e/ou telepáticas que você encontrará em certos tipos de vampiros. Elas são a telepatia (leitura de mentes), empatia (sugestão, hipnose, e detecção de emoções), clarividência (sentir objetos), psicocinésia ou telecinésia (mente sobre a matéria), pirocinésia (mente sobre o fogo), e reiki (manipulação da aura e força vital). Em teoria, humanos também tem potencial para usar essas habilidades, mas pensam que as mesmas são fracas e passam latentes pelo resto de suas vidas.
Mestiços são capazes de operar de maneira limitada telepatia e clarividência e por alguma estranha razão são hábeis no reiki (alguns tão poderosos como um Incorpóreo). Os Nascidos são fortes em todas as habilidades mencionadas, além de extremamente talentosos com piro e psicocinésia. Os Criados por sua vez, tem mais agilidade com telepatia e empatia que o resto das raças, e os Incorpóreos dominam o reiki a ponto de conseguir matar com um único pensamento.

† OS CRIADOS
 São os vampiros mais comuns, retratados em contos ficcionais, e os primeiros que nos vêm à mente quando mencionamos a palavra "vampiro". Estima-se que existam 2.000/3.000 deles no mundo.
Com centenas de tipos diferentes, cada qual deles um dia foi totalmente humano, mas agora seu DNA mudou. Cada sub-raça se empenha para sobreviver; o vampiro que se queima facilmente no Sol não vive muito para passar à frente os genes da resistência. Diferenças étnicas e as características de seus parentes determinam a "durabilidade" de um vampiro.
Um vampiro negro tem mais resistência ao Sol do que um vampiro branco, pelo fato de que a pele negra é mais resistente aos raios solares por natureza, apesar de que os vampiros mais comuns são descendentes dos povos do norte da Europa. Alguns Criados tem habilidade de se reproduzir e se alimentar, e outros não. Como espécies noturnas, alguns poucos podem sair durante o dia em algumas circunstâncias.
Nas trevas, é bom um vampiro ter as vantagens sobre os humanos como os sentidos aguçados, alta velocidade e reflexos, e as sempre úteis habilidades psíquicas. Mas durante o dia, com muita luz, uma vantagem como visão aguçada pode se voltar contra ele. A palidez da pele é o resultado de seus hábitos noturnos e condição anêmica, além da grande dificuldade que eles tem em se bronzear. Na maioria das vezes, eles queimam. O Sol é um perigo para um vampiro Criado. Não que lhe cause uma combustão espontânea (impossível para um Criado) e também não estamos falando de câncer de pele. Raios Ultra Violeta quebram as cadeias de DNA do vampiro causando envelhecimento. Protetor solar oferece alguma proteção, mas não de 100%.
No tópico "presas", devo citar que existem alguns tipos diferentes. Os caninos são normalmente localizados na arcada superior, como dos humanos. Na transformação em vampiros, em algumas pessoas, alguns dentes caem para serem trocados por esses caninos, ou então esses dentes serão levemente forçados para baixo de suas posições originais. Os que saem são tipicamente maiores e por natureza mais duros e afiados na ponta. Os dentes dos vampiros Criados também são notados pelo constante crescimento mantido pelo seu esmalte. Os caninos da arcada inferior são idênticos aos de cima, mas freqüentemente são deixados de lado pelos humanos. Também é sabido que em alguns casos, quando um novo par de caninos aparece, ele fica situado muito atrás na boca. E se você observar, verá que eles deslizam por uma protuberância por detrás dos originais. Outro detalhe que vale atenção são os incisivos; da mesma maneira que os caninos superiores, apenas quem os têm possuem o segundo par de incisivos superiores.
Existem também os que reivindicam que alguns vampiros têm bolsas no céu da boca, que guardam os caninos quando não estão em uso, assim não chamam atenção indesejada. Quando prontos para morder, contrações musculares empurram esses dentes para fora, como os das cobras. Existem ainda os que não tem canino algum. Esses indivíduos precisam usar unhas afiadas, facas ou qualquer outra ferramenta para abrir um ferimento e só então drenar o sangue. Os vampiros que não tem caninos são muito velhos, ou são crias de alguém muito antigo. Meu palpite é que o advento dos caninos vampiros é recente, quero dizer, dos últimos dois milênios.
Numa inusitada mudança, mesmo os com dentes afiados começaram a usar objetos cortantes para drenar sangue ao invés de morder. Mordidas às vezes podem machucar e ferir a carne desnecessariamente e levar à perda excessiva de sangue e também infectar a pessoa. A matança não é desejável se você estiver pensando sobre essa mudança no método.
À respeito da necessidade de sangue, devo dizer, a medula do osso vampírico é muito diferente da humana. Durante a mudança de humano para vampiro Criado, as células envolvidas na mudança (falaremos mais adiante) ficam coletadas nos rins durante a tentativa do organismo de expulsá-las do sistema. Quando isso acontece, uma reação de algum tipo encerra toda a produção de erythropoietin, um hormônio que regula a produção de células vermelhas na medula óssea. Como podem ver, este não é um estado muito agradável, pois sem as células vermelhas no sangue, o corpo irá sofrer de anemia profunda e privação de oxigênio, entrar em choque e finalmente morrer.
Outros fatores também contribuem para a deficiência de células vermelhas. Um vampiro Criado em muitos casos não ingere comida o suficiente, isso quando pode comer algo. Para suportar o metabolismo e na tentativa de se manter, o organismo aumentará o número de células vermelhas para então destruí-las e usar o material para alimentar o corpo. Isso também acarreta o pior, a produção de células brancas na medula óssea é aumentada, assim usando muito da energia da produção de células vermelhas. Então ele deve buscar em outras fontes. Sangue humano é a principal fonte de células vermelhas e erythropoietin, mas porcos e vários outros tipos de animais também podem servir.
Um vampiro Criado pode às vezes ingerir sangue após abstinência de comida por um dia ou mais, e após ingerido, o hormônio erythropoietin servirá para reestimular a produção de células vermelhas. Felizmente para os vampiros Criados, mudanças químicas em seus corpos permitem que seus metabolismos fiquem mais lentos e alterados para acomodar pequenas quantidades de nutrientes no sistema. Acima de 80% da energia criada por um humano é perdida na forma de calor corporal, e um vampiro perde apenas 60%. De qualquer maneira, o fato é que muitos aumentam a atividade em suas vidas, e a produção de calor é geralmente diminuída. Outra mudança que ajuda é a alteração do sistema de transpiração em conjunto com a acumulação de plasma no sangue. Sem um caminho para sair, o corpo se torna inchado com tanto fluído, então o sistema de transpiração é alterado para poder absorver fluído do sistema sanguíneo e soltar através das glândulas sudoríparas.
Segue uma pequena explicação de como um humano se torna um vampiro Criado. Para mudar, todos indivíduos precisam receber sangue vampírico em seu sistema circulatório, podendo ser tanto por transfusão ou bebendo sangue do vampiro. Quanto mais se recebe, mais rápida a mudança e beber desse sangue muitas vezes agiliza o processo. Uma transfusão total irá garantir uma transformação completa em semanas, enquanto uma injeção irá levar em torno de quatro anos até o resto da vida para completar a mudança. As chances de nunca mais se alimentar como humano novamente se beber sangue de um vampiro Criado é de 65% enquanto a perda das habilidades digestivas só acontecem 3% das vezes no caso de uma transfusão.
Pequenas células de um vírus natural (simplesmente chamado CBV, células brancas vampíricas), que compreendem quase que totalmente o RNA de um vampiro (N do T.: chamaremos de RNAv, ok?), formando o sangue dele, quando entram no sistema circulatório humano, elas "enganam" as células brancas naturais absorvendo-as, onde se integram ao RNA. Como foi dito antes, quando as CBVs alcançam os rins, a reação que provocam é de parar a produção do erythropoietin, que controla a produção de células vermelhas sanguíneas na medula óssea. Dentro das células brancas, as CBVs que sobreviveram substituem o RNA vampírico pelo seu RNA natural, e criam mais RNA vampiro! Essa produção de RNAv permite que as CBVs se distribuam por todas as células do corpo. Durante toda a vida do vampiro, as CBVs constantemente aumentam em número e introduzem seu RNAv em todas as outras células. Diferente do DNA humano, o DNA vampírico não sofre uma decaída genética, então o envelhecimento celular não acontece mais naturalmente. Como citado antes, cadeias de DNA vampírico se quebram com radiação UV, ou luz, e apenas isso pode causar o envelhecimento de um vampiro Criado.
As CBVs são extremamente intolerantes com infecções e doenças, e também podem agir como células brancas na defesa do corpo. Um problema que surge ocasionalmente por isso é a alta sensibilidade à alergias. O corpo se torna muito sensível à todo tipo de objeto estranho e pequenas coisas como pólen e mesmo comida podem desencadear irritações e reações indesejáveis como olhos vermelhos, brotoejas, urticárias, dificuldade de respiração, e severas dores estomacais (N do T.: outro motivo para vampiros Criados pararem de comer). Outro propósito das CBVs é a regeneração do corpo, também conhecida como "cura rápida". Isso funciona quando as CBVs, conscientes de uma coleção de plaquetas em um ferimento aberto, desencadeiam o DNA interno das células que cercam a ferida, revertendo assim para um estado onde a divisão celular não ocorra.
"Vampiros parciais" são vampiros Criados que recebem uma pequena dosagem de CBVs. Por toda sua vida ele produzirá mais e mais CBVs, mas nunca o suficiente para se tornar um verdadeiro Criado. Como a maioria dos vampiros, eles recebem um pequeno aumento da força, e sentidos parcialmente aguçados. Um toque de habilidades psíquicas pode ocorrer, e também uma melhora na saúde geral e aumento no tempo de vida. Muitos dos parciais são resultado de acidentes. Pessoas que alimentaram vampiros e que tiveram seu sangue misturado em ferimentos, e também existe a evidência de que fluídos sexuais contém CBVs suficientes para mudar um humano o suficiente para ele ser considerado um parcial. A saliva também está sob suspeita de ser transmissora.

Acima à esquerda, um Criado se alimenta. No outro quadro, o poderoso e raro vampiro Nascido.

† OS NASCIDOS
 Um ser que já tenha nascido como vampiro é uma criatura rara e intrigante. Atualmente existe apenas um casal conhecido no mundo. Como vê, para alguém nascer como um vampiro completo, seus pais teriam que ser Criados, ou Nascidos eles próprios, e é por isso que as chances disso ocorrer são raras. Quando um humano se torna vampiro, as CBVs que expliquei antes introduzem seu próprio RNA em todas as células do corpo, inclusive nas reprodutivas, e isso na maioria dos casos mata todos os óvulos e/ou espermatozóides. Para uma mulher, isso significa que nunca mais terá filhos por não poder mais gerar óvulos. Para o homem, isso não é tão problemático pois a maioria mantém a capacidade de produzir mais esperma. De fato, existem muito poucas vampiras que podem ter filhos, e muito poucos vampiros que não podem tê-los. Se dois vampiros capazes de gerar crianças transarem (N do T.: estou falando de heterossexualismo, claro), então existe a chance da fêmea engravidar. A cria resultante nascerá dentre quatro a cinco meses. Após o parto, um Nascido começa a crescer, se desenvolver e aprender coisas com uma grande velocidade, alcançando a maturidade até três vezes mais rápido que um humano. O RNA das CBVs encontrados nos Criados são completamente combinadas em um Nascido; e fica sendo o DNA original dele (DNAv).
Suas habilidades físicas são maiores que todos os outros vampiros, sendo naturalmente mais rápidos, fortes e muito mais ágeis. A aparência de sua pele é muito branca, de tom amarelado, e seus olhos geralmente são dilatados e pálidos, independente da cor. Unhas e cabelos são notadamente grossos e crescem muito rápido. A maneira com que respondem emocionalmente pode parecer estranha, ao mesmo tempo em que sua sensibilidade irá sem dúvida parecer "irreal". Às vezes eles fazem um sociopata parecer emocional, e outras vezes fazem pessoas maníaco-depressivas soarem como severas. Seus instintos são fortíssimos e muitas vezes se fascinam intensamente com os objetos que os cercam. Suas personalidades são freqüentemente afetadas por constantes mudanças de humor que acredito serem causadas pelo rápido e forçado crescimento emocional.
Infelizmente o corpo de um Nascido, completamente feito com DNAv, é extremamente sensível à Ultra Violeta, e mesmo uma exposição curtíssima em torno de 30 segundos pode ser suficiente para causar sérios danos. Eles também não têm células vermelhas no sangue por causa da falta de produção de erythropoietin, (N do T.: veja nos Criados o que significa isso) e seu sistema digestivo é feito apenas com ingestão de sangue. São incapazes de comer quaisquer tipos de alimento, e podem beber apenas alguns poucos tipos de líquidos. Apesar disso, vampiros Nascidos podem ter filhos e gerarem vampiros Criados. Suas crias, mesmo as feitas com humanos, são geralmente parecidas com os Criados, e exibem as mesmas características e fraquezas. Se uma criança é gerada com um Criado, então ela pode muito bem ser considerada com uma Nascida.


† OS MESTIÇOS
 Existem pessoas que, de uma maneira ou outra, descendem de um vampiro. Freqüentemente a mãe seria uma humana, mas nem sempre é assim. Os Mestiços são notados por se desenvolverem tão rápida ou lentamente quanto uma criança normal. Isso depende de quantos genes vampíricos eles herdaram. Suas habilidades psíquicas são conhecidas por causarem confusão, e muitos desenvolvem anemia ao menos uma, ou duas vezes durante a vida. Icterícia (N do T.: pele e branco dos olhos amarelados, urina escura) no nascimento também é muito comum, assim como várias deficiências e distúrbios anêmicos. Anemia Hemolítica Hereditária é um bom exemplo. Em algumas famílias a pletora (N do T.: uma doença, que é  superabundância de glóbulos sangüíneos) e desordens genéticas podem ser causadas pela falha do DNAv em se "conectar" apropriadamente ao DNA humano. Os genes que encorajam a cicatrização acelerada e adaptação podem fazer a criança crescer rápido, mas em outros isso retarda o envelhecimento e o amadurecimento do corpo, às vezes até parando o desenvolvimento por completo. Crescimento rápido não significa alto, ou exagerado. É claro que sua compleição física no geral vai depender dos genes de seus pais.
Como os Criados, muitos dos Mestiços são de descendência Européia. Seus olhos podem ser mais sensíveis à luz e sua pele desenvolve uma palidez natural. Precoces, rápidos no amadurecimento tanto emocional quanto físico, eles aprendem rápido. Mesmo uma criança pequena pode ser mais veloz e forte que um humano com o dobro de seu tamanho, e mais inteligente que uma pessoa com o dobro de sua idade. Sua atenção é excepcional, e algumas vezes perdem a inocência muito cedo, ou a mantém até o último momento possível. Eles são mais humanos que a maioria das pessoas que possuem grande sabedoria e empatia sensitiva, mas ao mesmo tempo podem ser tão insensíveis quanto um Nascido por conta do sádico instinto vampírico que carregam. Se um dos pais era um Nascido, então eles podem equivaler à um vampiro Criado.
Mestiços muitas vezes sabem que não são totalmente humanos por causa das diferenças mentais e físicas em relação aos outros. Em certos casos, alguns Mestiços também começam a beber sangue, como os Criados e Nascidos, recorrendo à violência, estupros e assassinatos como uma válvula de escape para suas frustrações e instintos. Existem muitos Mestiços no mundo e se e isso é bom ou não, eu sinceramente não sei. Parece que o planeta anda aceitando bem...


† OS INCORPÓREOS
 Primeiro devo citar algo à respeito de almas e energia (ou energia vital). A alma é o cerne da energia vital que reside em nossos corpos (no cérebro ou no peito), e a energia, que não é concentrada, é a que forma o campo de que nossa aura é feita. A energia é intercambiável entre objetos vivos e não-vivos, e a alma é encontrada apenas em seres vivos, e raramente pode deixar esse corpo. Quando você toca algo, tem uma conversa com alguém, acaricia um animal, sua energia está se misturando e você pode acabar com mais, menos ou a mesma quantidade que tinha antes. Seres vivos podem sobreviver sem alma, em comatose, mas eles não podem viver sem energia vital. Por alguma razão particular, é essa energia que mantém o corpo vivo, enquanto a alma faz o mesmo com a mente. Um vampiro Incorpóreo, do qual falaremos agora, pode se alimentar de energia vital, mas raramente pode sugar almas. Quando drena energia vital de alguém, isso deve ser feito gradualmente, para a pessoa não perceber nada, até o drenar tanto quase ao limiar da morte. Eles têm uma presença forte e podem ser percebidos facilmente, mesmo por um humano que não esteja se protegendo disso.
Existem algumas poucas e diferentes teorias sobre a origem deles. Desde um vampiro que se recusou a permanecer morto, até o humano que descobriu como alongar sua vida através da absorção da dos outros. A espécie Incorpórea tem a capacidade de possuir corpos humanos; pela vida inteira ou por um certo período de tempo. Quando o fazem pela vida toda, eles absorverão a alma do corpo de um bebê e entrarão nele. Em quase todas as vezes, eles sofrerão de "amnésia corporal". Isso ocorre quando por alguma razão obscura, o Incorpóreo fica incapaz de lembrar quem é, devido à um bloqueio psicológico da memória que o corpo pode "construir" em defesa à essa tomada de controle. Esse bloqueio se dissolve em torno dos nove, no mais tardar perto dos vinte anos. É chamado de Despertar, e com ele vem as memórias de corpos anteriores, e também o conhecimento de algumas habilidades e a necessidade por energia vital. Raramente os Incorpóreos irão fazer uma transferência corporal temporária, e quando o fazem, eles escolhem o corpo de um adulto. Nesse estágio, eles raramente vão poder absorver a alma desse corpo, pois nos adultos ela já é muito enraizada e vibram num padrão todo particular. Nenhum dos dois, nesse caso, pode expulsar a alma invasora do corpo pois o organismo a reconhece como animadora, e sem ela ele não pode se mover. Se eles fracassarem numa absorção, o Incorpóreo irá tentar sobrepujar a alma, e lutar pelo controle do corpo. Isso também é conhecido como "possessão". O vampiro, de qualquer maneira, pode apenas tentar ficar por algum tempo e sair depois. Possessões que duram muito tempo, mesmo por décadas são erroneamente diagnosticadas como uma amnésia "de fuga", pois nessas razões particulares, o vampiro nega à alma original do corpo de todos os pensamentos, mesmo os de controle. Quando a possessão termina, a pessoa não tem lembrança de nada ocorrido durante esse período, como uma verdadeira amnésia.
Quando um Incorpóreo não toma controle do organismo, o corpo permanece humano, mas o vampiro lá de dentro continua a se alimentar da energia vital dos outros. Ocasionalmente, alguém irá encontrar um desses que drena sangue também porque a energia vital é concentrada ao redor disso (do sangue). O tempo de vida de um Incorpóreo é maior que o dos humanos. Em determinadas áreas um humano viveria em torno de 70 anos, mas potencialmente alcança 100. Um vampiro desses geralmente vive 100 anos e pode potencialmente chegar aos 120. Incorpóreos recém-nascidos podem se originar de uma pessoa ou vampiro que aprendeu a tomar o controle de corpos alheios e se alimentar drenando energia vital. Muitas vezes isso é ensinado por um Incorpóreo, mas também é sabido que uns poucos (quase sempre um vampiro ou Mestiço) aprenderam sozinhos.

7 Comentários:

Anônimo disse...

Vcs desse Blog são muito patéticos naum sebe nem direito oq são vampiros !!! deveria procurar outra coisa pra fazer envés de ficar falando baboseiras sobre vampiros!!!!Humanos Patéticos!!!

Anônimo disse...

kkkkk concordo plenamente cm vc' ... kkkkk sãao tdos pateticoos ..kkkk nãao sabeem cm somos ii ficam iventando coiisas ridiculas sobre.. kkk sugiro qii vc'repense seeu conceiito sobre vampiros poiis quasee tdo qii vc' diiz eeh mentiira.. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk humanos patetiicos! tds pateticos kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

pateticos sao vosses deixem essa pessoa escrever o k quer vosses nao tem nada a ver com isso he pa crescam e aparecam essa pessoa se gosta ou quer flr disto a outras pessoas que gostam de vampiros deixem estar vosses sao mesmo crianças e vosses sabem la se existe ou nao existe (nao quero que me respondam e este comentario se nao vou me PASSAR) estas a chamar essa pesssoa humano patetico e vosses sao o k?? vosses tambem sao a mesma coisa alias disseste humanos pateticos entao tambem estas a flr de ti hahahahaha.tu e que estas a inventar coisas ridiculas e nao quero flr mais disso nem mais comentarios ADEUS e espero que percebam que se calhar pode existir vamppiros e vosses nao sabem e estao a dizer que nao existem. depois se virem um ficam assustados e ja nao dizem que nao existem!!! e um conselho bye

Anônimo disse...

eu acredito em vampiros e qual e o mal nao tem mal em acreditar ou flr neles e muito normal e eu so a mesma pesssoa que respondeu a 24 de fevereiro de 2016 15:19 so para saberesm bye!!

Anônimo disse...

E como a bruxaria ficaria nisso tudo?

Anônimo disse...

Muito Bom, Realmente Gostei do que li. Sou Praticante de Vampirismo Real e sigo as doutrinas vampiricas, De Acordo com a Nossa Tradiçao que nao vou expor aqui, sim Existem varios tipos de vampiros, Raças e Tradiçoes pelo Mundo todo... Vampiros Astrais e Vampiros Sedentos de Sangue. Eu poderia debater mais com pessoas de mente aberta, Mais vi tantas babaquisses nos comentarios que fiquei ate sem jeito de Comentar. Amanha estarei conversando com o meu Mestre, em nossa tradiçao, Abordando alguns detalhes desta pagina, tem bastante coisa interessante aqui.

John Leam disse...

O que achas de um pequeno debate? Se quiser me chame pelo seguinte e-mail; johnm0.bol.com.br@gamil.com ...Lhe aguardo!

Postar um comentário

 
Angel krypt © Copyright | Template By Mundo Blogger |